Home l Entrevistas l Tattoo Artists l HQ's l Artigos l Convenções l Loja l Contate nos
 
 

 

ARTIGOS

 

A tatuagem de Caim

por Carlos Costa
Todos Direitos Reservados
 

Acontecimentos históricos contribuíram para que a tatuagem tivesse conceito errado na sociedade. Apesar dela existir milhares de anos em muitas culturas, foi nas grandes navegações que ficaram conhecidas na Europa e disseminadas pelo mundo novo.


(Major-general Horatio Gordon Robley com sua coleção de cabeças tatuadas, note o patu na mão Patu é um machado de guerra Maori)

“Missão civilizadora” a justificativa da raça branca européia para invadir com banhos de sangue terras de povos considerados selvagens. Era cultural esses povos marcar, pintar e adornar seus corpos, mas pelo motivo de serem considerados selvagens pelos europeus talvez houve uma associação da tatuagem como sendo coisa de selvagem.

No século 16 o navegador holandês Willem Janszoon foi o primeiro europeu a pisar na Nova Zelândia onde lutou contra nativos Maoris. Mas foi o capitão James Cook, século 17, que voltando de uma expedição na Nova Zelândia, seus marinheiros chegaram com tatuagens iguais às que viram nos corpos dos nativos Maoris.

Marinheiros eram homens rudes, sem estudos. Havia muitos sem família, alcoólatras, desordeiros e criminosos. Como muitos deles tinham o corpo tatuado, é possível que a tatuagem tenha também sido associada à pessoa de má índole.


(Marinheiro com corpo tatuado)

Na Bíblia, no livro de Gênesis, encontra o registro da história mais antiga da tatuagem.

Caim, o primeiro filho de Adão, o primeiro homicida e também o primeiro homem tatuado da história da humanidade. A história conta que Caim tinha inveja da felicidade do seu irmão, o que levou assassiná-lo.

Caim temeu a morte de Abel e sabia que qualquer um que o encontrasse poderia vingá-lo. Então fugiu do seu país vagando pelo mundo sem direção. “Mas o Senhor lhe respondeu: Não será assim; se alguém matar Caim, sofrerá sete vezes a vingança. E o Senhor colocou em Caim um sinal, para que ninguém que viesse a encontrá-lo o matasse.”

Na idade média a igreja Católica impôs a tatuagem como forma de punir ladrões, assassinos, criminosos e condenados pela justiça. Provavelmente inspirada na história de Caim. Esse pensamento foi introduzido na cultura cristã que colocava a pessoa tatuada à margem da sociedade. Então a pessoa sem conhecimento pensa que tatuagem é coisa de marginalizado.


(Daniele Crespi - Cain matando Abel)

Caim foi um assassino, um fugitivo, um marginalizado. Mas ele reconheceu seus erros e ficou amargurado por causa deles: “Disse Caim ao Senhor: Meu castigo é maior do que posso suportar.”

O que devemos aprender com essa história é que Deus marcou Caim por amor. A tatuagem de Caim foi uma manifestação externa que Deus teve de transmitir ao longe, mas à vista dos que olhassem, que sua marca era um sinal da proteção de Deus sobre ele. Por isso é que quem visse a tatuagem não poderia fazer mal contra ele.

Quem curte arte corporal sabe do preconceito por causa da maneira de exterioriza seus pensamentos e sentimentos, que não são ditos com palavras, mas com um sinal, uma marca, ou forma corpórea que o diferencia dos demais indivíduos.

O conceito e a opinião errada de pessoas ignorantes com relação a quem têm tatuagem criam uma idéia enganosa na sociedade gerando preconceito e discriminação.

Você tatuado, tenha orgulho das marcas em seu corpo porque representam suas convicções, sonhos e verdades, desenhadas em momentos significativos de sua vida.

Você que pensa fazer uma tatuagem, lembre-se, ela é uma marca e um sinal que vai diferenciá-lo para sempre, o que não significa que ser diferente não é ser normal.

Você religioso ou pessoa comum que trata de modo diferente pessoas tatuadas, faz conceito e cria opinião errada sem antes conhecê-las. Isso é errado e desumano. Trate seu semelhante como gostaria de ser tratado.

Você empresário que não dá oportunidade de trabalho para quem tem tatuagem, isso é preconceito e discriminação. A pessoa tatuada pode ser honesta, capaz e competente quanto qualquer outra pessoa pode ser. Talvez sua empresa esteja perdendo oportunidade de ter um bom funcionário.

Vocês Exército, Marinha, Aeronáutica, Polícia, Órgão Público e Governo, estão mais do que na hora de mudarem a falsa moral que têm contra pessoas tatuadas. Suas idéias estão fora de uso para um mundo que se transforma a cada dia. Países mais desenvolvidos que o Brasil possui soldados, policiais, juízes, funcionários públicos tatuados. Por outro lado países subdesenvolvidos a tatuagem ainda é um tabu sem justificativa e ignorante.

Tatuagem não muda o caráter de ninguém, mas o preconceito sim.

 


Tattoo Magazine
A cultura da tatuagem

 

                    

 
  Termos de uso
©Todos Direitos Reservados