Home l Entrevistas l Tattoo Artists l HQ's l Artigos l Convenções l Loja l Contate nos
 
 

 

ARTIGOS

 

Hena é alternativa para quem quer apenas o charme da tatuagem

Técnica é usada na Índia há mais de mil anos para fins religiosos; no ocidente, ela chegou como uma ótima opção de estética

Especial - saiba tudo sobre a tatuagem
www.abril.com.br


Também conhecida como mehendi, em sânscrito, a hena é presença obrigatória em celebrações religiosas da Índia. Um exemplo é o casamento. Um dia antes da cerimônia, a noiva é tatuada com desenhos que simbolizam energias positivas, purificação, saúde e riqueza. “É uma espécie de ritual de preparação para deixar a casa de seus pais e começar uma nova vida ao lado do marido”, conta Sundari Shakti, coordenadora do Instituto Yaat de Cultura Indiana, em São Paulo, em entrevista à revista BONS FLUIDOS.

A tatuagem também está relacionada à perda da virgindade e é tida como um poderoso elemento de sedução. Os grafismos ainda aparecem como adorno corporal em outros momentos importantes da vida da comunidade, como enterros e batizados, e são aplicados sempre nos pés, nas mãos ou na ponta dos dedos. Em muitas ocasiões, o pó de hena cobre essas partes do corpo como proteção contra os maus espíritos.

Além de sua beleza, o maior apelo desses desenhos é o fato de a técnica ser indolor e, melhor ainda, temporária. “Superficial, dura no máximo 20 dias”, diz Marcelo Pereira, da Tatooland, de São Paulo. “Isso permite que a pessoa varie o desenho e o local de aplicação sempre que quiser.”


 

 


Tattoo Magazine
A cultura da tatuagem

 

                    

 
  Termos de uso
©Todos Direitos Reservados